Bragança Paulista promove o 8° Festival da Linguiça e aguarda 40 mil visitantes

Logotipo-Festival_da_Linguica_2018-PNG

Associação dos produtores locais se uniu para fortalecer o mercado local e evento contará com atrações para toda a família

 

Linguiça artesanal, linguiça suína, linguiça de frango, frita, cozida, pura, no macarrão, no pão! O mercado de linguiça cresce exponencialmente no Brasil. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de linguiças e embutidos cresceu 67,6% na última década, com taxas superiores às do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos anos. As linguiças representam, atualmente, 42% do mercado cárneo no País.

E no Brasil a capital nacional da linguiça fica a 90 km de São Paulo: Bragança Paulista, maior produtora de linguiça do Brasil e que está, atualmente, em pauta na Câmara Federal, em projeto que prevê o seu reconhecimento como a capital nacional da linguiça, pela qualidade de seus produtos, com vistas a impulsionar sua divulgação, produção e atrair investimentos e turismo para o local.

Foi olhando para todo este movimento ascendente que a Prefeitura da cidade de Bragança Paulista, em iniciativa junto à Associação dos Produtores de Linguiças e Embutidos de Bragança Paulista (ALBRAG), realizará, neste ano, seu 8° Festival da Linguiça de Bragança Paulista, de 06 a 09 de setembro.

Segundo Adriana Santos, associada da ALBRAG e produtora local, o evento aguarda um público de aproximadamente 40 mil pessoas, 10% a mais em relação ao ano anterior. “Nosso festival é um evento para a família passar dias agradáveis e voltar para casa com gostinho de quero mais para o próximo ano. Além da diversão e de poder saborear as melhores linguiças do Brasil, o evento tem por objetivo fomentar o mercado de linguiças, celebrando a produção local”, conta a produtora.

A Associação dos Produtores de Linguiças e Embutidos de Bragança Paulista conta com 12 produtores locais e se uniu, em 2016, para fortalecer o mercado e a produção local, levando não somente os produtos em si ao consumidor final, mas, informações adequadas sobre o processo de produção da linguiça para que o público em geral, cada vez mais, sinta-se à vontade para consumir o produto. De acordo com Associação, a carne de porco já é uma das mais saudáveis atualmente entre o grupo de carnes consumidas.

A entrada para o Festival é franca e o evento contará com stands de produtores locais servindo linguiças em diferentes preparos e pratos. Adriana explica que o mercado das linguiças mudou muito nos últimos anos. “Atualmente temos linguiças muito mais sofisticadas, linguiças gourmet com temperos e sabores diferenciados, além das linguiças cada vez mais saudáveis, feitas à base de carnes magras e com baixo teor de gorduras. É preciso adaptar o mercado aos diferentes paladares e no nosso festival vamos apresentar ao público as variedades de pratos e combinações que é possível fazer com a linguiça”, explica a associada.

O Festival acontece em um parque da cidade, conhecido como Posto de Monta (Parque de Exposições Dr. Fernando Costa), muito arborizado e com uma vista muito bonita. O evento terá entretenimento, música ao vivo com bandas regionais, barracas de doces típicos, espaço kids e muito mais. Além disso, a estrutura do evento está adaptada para receber o grande público com socorro médico e policiamento local.

As linguiças de Dona Palmyra – A história da linguiça de Bragança Paulista não seria a mesma sem a atuação marcante de uma figura ilustre, Dona Palmyra Bodrini, de origem italiana, que chegou com a família na cidade na década de 1910. O sabor incomparável das linguiças produzidas pela D. Palmyra levou a fama da linguiça bragantina para várias regiões dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em São Paulo os restaurantes frequentados pela elite da capital, localizados próximo à estadão Luz, assim como hotéis requintados, sempre serviam as linguiças de D. Palmyra. Com isso, a contribuição desta mulher foi fundamental para que Bragança Paulista chegasse, nos dias atuais, a ser reconhecida como a capital nacional da linguiça.

Sobre a Associação dos Produtores de Linguiças e Embutidos de Bragança Paulista (ALBRAG): Constituída em 2016 para fomentar os negócios de linguiça na região e no País, a ALBRAG conta com 12 produtores locais e tem por objetivo fomentar os negócios locais e expandir o mercado nacional.

 

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam