Comissão de Saúde e Assistência Social do Legislativo e Executivo debatem melhorias nas pastas

Legislativo e Executivo se reuniram na manhã da quinta-feira, 11/2, para alinhar os processos de encaminhamento dos projetos que tratam da saúde do cidadão extremense. Participaram do encontro o presidente da Câmara, Sidney Soares Carvalho, o Walderrama, os membros da Comissão de Saúde e Assistência Social da Casa de Leis – vereadores Dr. Lúcio Mauro Chiaperini (presidente) e Tamara Martiniuk (secretária) –, as assessoras jurídicas e a diretoria da Secretaria Parlamentar do Legislativo. As secretárias municipais, Patrícia Carneiro (Saúde) e Giovanna Sarto (Ação Social), além do médico infectologista, coordenador do curso Covid-19 e presidente do Conselho da Fundação para Segurança do Paciente (FSP) no Brasil, Dr. Enio Donizetti Silva, também estiveram na reunião. A ausência da parlamentar Telma Aparecida Maciel – também membro da comissão –, foi justificada devido a compromissos pré-agendados.

Compromisso cidadão

Uma das maiores preocupações da Comissão de Saúde e de Assistência Social da Câmara é analisar, em parceria com o Executivo, a parte documental que forma os processos. “Iremos estudar e analisar cada caso com muita atenção para que os documentos cheguem ao Setor Jurídico da Prefeitura com a participação analítica da comissão. Isso poderá agilizar ainda mais a eficiência do processo e, consequentemente, gerar respostas mais rápidas aos cidadãos que estão em fase de vulnerabilidade”, destacaram os membros da comissão. No caso de pedidos de urgência que envolvemo risco de morte, o trâmite no procedimento de estudo do projeto será pautado como prioritário.

Com a tomada das decisões que facilitarão e ampliarão o atendimento à comunidade, tanto a Secretaria Parlamentar quanto a Assessoria Jurídica poderão traçar um trabalho linear com projeção e execução eficiente das atividades legislativas, contribuindo assim para a prontidão dos resultados que atendem os cidadãos.

Outra postura que será adotada pela comissão do Legislativo terá como foco a ida à Secretaria Municipal de Saúde para averiguação processual. “Tudo o que envolve a saúde do extremense precisa da precedência, ou seja, da atenção do corpo legislativo para que os projetos não fiquem na gaveta. Porque o maior bem de um município é o cidadão”, destacaram os vereadores.

Fonte: ASCOM – Câmara de Extrema

Sem título

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam