Controle de morcegos hematófagos em Joanópolis

controle de morvegos-divulgacao

A raiva rural tem como transmissor os morcegos hematófagos (morcegos que se alimentam de sangue dos animais). A raiva dos herbívoros (bovinos, búfalos e eqüinos) foi diagnosticada em quatro animais no município em 2015. Para que ocorra a doença é necessário que o morcego hematófago esteja infectado pelo vírus da raiva, e no ato de se alimentar desses herbívoros transmite o para esses animais. A forma de controlar o vírus é a vacinação, que não é obrigatório, mas é altamente recomendável para bovinos e eqüinos, sendo esta vacina aplicada na via subcutânea para bovinos na dosagem de 2 ml por animal e intramuscular para eqüinos, a partir dos 3 meses de idade com período de duração de 12 meses.

Outra forma, complementar, de prevenir o aparecimento da doença é o controle da população de morcegos hematófagos. A Secretaria da Agricultura de Joanópolis acompanhou o serviço de Controle da Raiva dos Herbívoros em Joanópolis, realizada pelos técnicos de apoio da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, Tiago Junior Porfilio da Regional de Bragança Paulista, Cássio Cunha da Regional de Orlândia e Carlos Eduardo Oliveira Figueiredo da Regional de são João da Boa Vista.

O objetivo foi à vistoria de abrigos artificiais como casas e construções abandonadas na área rural e vistorias de abrigos naturais como grutas para a captura de morcegos hematófagos e visitas as propriedades rurais, num raio equivalente a 10 km ao redor dos focos diagnosticados. Uma vez capturados os morcegos hematófagos, os técnicos aplicam pasta vampiricida no dorso desses animais e soltam, pois os mesmos possuem o hábito de se lamber mutuamente, na proporção de um animal tratado para aproximadamente outros 20, atuando assim no controle desses animais.

No município foram capturados 250 morcegos.  Os morcegos hematófagos possuem também o hábito de retornar, na maioria das vezes, a mesma presa e ao mesmo local da mordedura. Desta forma o próprio produtor poderá passar pasta vampiricida ao redor da ferida da mordedura, atuando de forma auxiliar no controle dessa população desses morcegos.

O herbívoro agredido pelo morcego pode infectar o homem, pois este, desconhecendo que se trata de um caso de raiva, ao perceber que o animal parece engasgado, pode manipulá-lo na tentativa de ajudar.

Por: Michelle Gomes Barreto – Médica Veterinária

Secretaria da Agricultura de Joanópolis.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Joanópolis

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam