Educação para o trânsito: Fetran realiza simulação de júri com jovens

"fetran"

 

O trânsito é responsabilidade de todos e para formar cidadãos mais conscientes e responsáveis, o Fetran, Festival Estudantil Temático de Transito, trabalha a educação para o trânsito com adolescentes. O Festival é realizado pela Polícia Rodoviária Federal, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Pouso Alegre. Na manhã desta terça-feira, 30, foi realizado o ‘Julgamento Simulado de Condutor Embriagado’ com os alunos. O Festival também contou com outras duas etapas, todas realizadas na Câmara Municipal: ‘Lançamento da Edição 2015’, em abril e ‘Seminário com a participação de alunos das Escolas Municipais’, em maio.

Na atividade realizada nesta terça-feira, os alunos simularam o julgamento de um acidente fatal de trânsito, onde um motorista estava embriagado e o outro sem o uso do cinto de segurança. Os jurados-alunos avaliaram o caso, dividindo-se entre defesa e acusação.

A aluna do Caic Árvore Grande, Bárbara Rodrigues, defendeu  o motorista embriagado, justificando a falta de sinalização adequada e a falta do uso do cinto de segurança pela vítima. “Eu mesma não usava o cinto de segurança e agora não fico sem usá-lo. Com o Fetran estou me conscientizando cada vez mais sobre os cuidados no trânsito”, destacou.

Fernanda Nagahama, aluna da Escola Municipal Professora Maria Barbosa, por sua vez, participou do grupo de acusação. “Dirigir embriagado e em alta velocidade é um crime muito grave, que coloca a vida de pessoas em risco. Conheço muitas pessoas que não levam o trânsito a sério. O Fetran mostra que os riscos não acontecem somente na televisão e sim estão presentes no dia a dia de todos”, afirmou a estudante.

Um dos principais objetivos do Fetran é reduzir o número de acidentes de trânsito envolvendo crianças e adolescentes. Em Pouso Alegre, participam do Fetran, 16 escolas da rede municipal de ensino, com cerca de 12.500 alunos. O projeto nasceu na cidade e é referência para todo o Brasil. O inspetor Emerson João Soares, chefe da delegacia da Polícia Rodoviária Federal, afirma que o projeto foi difundido para outros estados. “O pessoal de Brasília conheceu o projeto, gostou e enviou policiais de todas as regiões do Brasil para conhecê-lo. Ano passado trabalhamos com 40 mil alunos e este ano estamos com 90 mil. Destacando ainda que o Rio Grande do Sul ainda levou o projeto para o Uruguai, onde está sendo trabalhado em duas escolas”, ressaltou.

 

Fonte: ASCOM Câmara Municipal de Pouso Alegre

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam