Energisa Sul-Sudeste orienta sobre segurança com a rede elétrica em construções e reformas

Seguir as recomendações de distância da rede é essencial para evitar acidentes que podem levar à morte 

O momento de construir e reformar o imóvel é acompanhado de muitas expectativas, mas obras próximas à rede elétrica requerem cuidados ainda maiores durante o manuseio de materiais para evitar acidentes e interrupções de energia. Para conscientizar moradores e profissionais sobre o perigo do manuseio inadequado na rede elétrica, a Energisa Sul-Sudeste vai em campo com a ação ‘Guardião da Segurança’.

De acordo com levantamento realizado pela Energisa Sul-Sudeste, nos 82 municípios que está presente no interior de São Paulo, Sul de Minas Gerais e Guarapuava (PR), no ano de 2020, foram registrados dois acidentes e identificadas 80 situações de risco. Construção embaixo ou próxima da rede representa a maioria dos casos, sendo 35 irregularidades registradas no ano anterior.

“Seguir a orientação quanto ao distanciamento de segurança em relação a rede elétrica é fundamental para garantir a prevenção de acidentes. Um acidente pode acontecer sem que haja contato direto com os fios. A proximidade pode causar uma descarga por indução elétrica, que como consequência pode gerar sérias lesões ou mesmo a morte”, explica o coordenador do departamento de Saúde e Segurança, Rodrigo Garcia.

Por isso, os profissionais devem ficar atentos às distâncias mínimas de segurança da rede elétrica, que deve ser de dois metros de distância na horizontal e três metros na vertical, principalmente quando tiver o uso de andaimes. Os cuidados também devem existir durante os serviços de pinturas e instalações de antenas de TV. Além disso, não se deve mexer na fiação de forma a afastá-la do local da construção, sob nenhuma hipótese. Somente as equipes da concessionária estão autorizadas e preparadas para esse tipo de trabalho.

“Realizamos um trabalho de conscientização envolvendo os profissionais que atuam no ramo da construção civil, manutenção predial e também com as lojas de materiais de construção e pinturas. E quando nossas equipes encontram situações de perigo, estes profissionais são orientados e, se for necessário, recomendamos a paralisação da obra até que ela não ofereça mais risco de acidente envolvendo a rede elétrica. Cabe ressaltar ainda que não é permitido construções embaixo da rede e, caso a rede de energia esteja passando pelo terreno, é necessário que o cliente entre em contato com a distribuidora para que uma avaliação seja realizada no local e possíveis adequações sejam feitas”, ressalta o coordenador.

Fonte: Energisa

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam