Extrema decreta situação de emergência. Secretários Municipais comentam sobre as principais medidas

89956728_3112163782149311_5272934871172382720_o

Frente à conhecida situação de pandemia decretada pela Organização Mundial da Saúde – OMS em razão do vírus Covid-19, o novo coronavírus, medidas foram tomadas em todo o mundo visando evitar o contágio, que tem se dado de forma rápida e indiscriminada.

Sendo assim, o poder público tem buscado decretar ações que caminhem nesta mesma direção, para que a doença não se espalhe ainda mais, como já se viu acontecer em lugares como China e Europa.

Desta forma, na última segunda-feira, 16, a Prefeitura de Extrema formalizou o Decreto N° 3.745, que decreta situação de emergência de saúde no município e dispõe sobre as primeiras ações para a prevenção da população e a contenção do vírus.

As determinações do decreto municipal vêm ao encontro das orientações da OMS, do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, a qual também decretou situação de emergência em todo o Estado através do Decreto Estadual N° 113, de 12 de março de 2020.

A principal recomendação neste momento é a restrição ao convívio social. Todo contato entre pessoas deve ser evitado, para que a possibilidade de contágio seja diminuída.

Já nesta sexta-feira, 20, um novo decreto referente às medidas no município foi publicado. A partir desta data, ficam suspensos o transporte de passageiros por mototaxis no município, o comércio ambulante e o de ponto fixo em todo o território municipal, realização de eventos e atividades com a presença de público, ainda que previamente autorizadas, que envolvam aglomeração de pessoas, o funcionamento de academias, entre outros.

Também estão suspensos a entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro e o acesso de ônibus de turismo, vans, micro-ônibus e similares que ingressem na cidade. Também recomenda-se que todos os turistas que se encontram no município retomem as suas residências de imediato.

Desta forma, somente poderão funcionar os serviços de abastecimentos, aqueles de primeira necessidade da população, como supermercados, farmácias, postos de combustíveis, bancos e serviços relacionados à saúde. As demais medidas podem ser acompanhadas através do link: https://www.extrema.mg.gov.br/noticias/.

Medidas de emergência

O Jornal O Registro conversou com os responsáveis por algumas das Secretarias Municipais de Extrema sobre as principais medidas que estão sendo tomadas em cada uma delas.

O Secretário de Governo, Adriano Carvalho, explicou que as principais medidas estão ligadas à interrupção de atividades presenciais, sejam aulas, eventos ou atendimentos presenciais. Mas, de acordo com ele, há também as ações internas. “Ao mesmo tempo, internamente cada secretaria está atuando em questões como compras emergenciais, organização de trabalho, etc”, comentou.

Adriano também pontua que a cidade tem acompanhado a situação de todo o país e estará seguindo as demais cidades, conforme as alterações na situação. “Assim como outras cidades e países, a evolução das medidas segue conforme a gravidade do momento.”

Ainda segundo o Secretário, as empresas do município anteciparam medidas de higiene e controle sanitário, proibiram visitas e viagens e cancelaram eventos e feiras. Após isso, as empresas poderão partir para outras medidas como antecipação de férias dos funcionários ou uso de banco de horas.

“O poder público vem acompanhando as medidas do Governo Federal de anistia ou prorrogação de impostos, para que Governos Estaduais e Municipais também possam seguir o exemplo, isto aliviaria principalmente para as pequenas empresas”, relata Adriano.

Até o fechamento desta matéria, a cidade de Extrema contava com quatro casos suspeitos do novo coronavírus. A análise dos casos está sendo realizada na Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte. Os pacientes, de acordo com a Secretaria de Saúde, apresentavam sintomas leves e boas condições, portanto foram mantidos em isolamento domiciliar.

Em relação à saúde, o atendimento do Pronto Socorro Municipal segue normal, porém com restrições aos acompanhantes. Terão direito ao acompanhante os casos previstos em lei: menores de idade, pacientes acima de 60 anos e em casos de incapacidade do paciente.

A agenda das Especialidades será adiada por 40 dias. Os consultórios serão reservados para os atendimentos de casos do coronavírus. As consultas urgentes serão avaliadas pelos especialistas. Os atendimentos agendados nas Unidades de Saúde serão remarcados para 40 dias.

O atendimento Odontológico será realizado apenas na Clínica de Especialidades. Os pacientes que fazem tratamento fora do município terão o tratamento mantido. Deverão usar máscaras durante a viagem. As máscaras serão fornecidas pela Secretaria de Saúde.

As atividades realizadas em grupo pelo NASF estão suspensas por 30 dias. O atendimento da Farmácia segue normal, seguindo medidas de precaução. A Secretaria de Saúde possui os kits necessários e vem obedecendo o protocolo do Ministério da Saúde para o correto diagnóstico dos casos. A equipe profissional está qualificada e pronta para atender a todos os casos.

Cultura, Turismo, Esporte e Educação têm atividades suspensas

Pablo Farina, Secretário de Cultura, afirma que todos os espaços públicos sob tutela desta repartição foram fechados. “Também de acordo com o decreto da Prefeitura, suspendemos todas as aulas e cursos. No momento estamos fazendo apenas o trabalho interno”, comenta. A princípio, a medida, segundo ele, durará 30 dias e voltará a ser avaliada para saber se haverá necessidade de continuar.

O Secretario relata que as medidas foram recebidas positivamente pela população, contudo, ainda há pessoas que não estão tomando os devidos cuidados. “Ainda tem gente que não acredita na gravidade da situação. Ainda vemos grande circulação de pessoas na cidade e nas praças”, comenta, afirmando a necessidade de maior colaboração dos cidadãos.

Já no Turismo, os Parques Municipais Cachoeira do Salto e Cachoeira do Jaguari, bem como o Centro de Informações Turísticas, estão fechados por tempo indeterminado para evitar aglomerações de pessoas, como medida preventiva.

Além disso, Ana Paula Odoni, Secretária de Turismo, explica como está sendo o atendimento da Secretaria. “O atendimento está sendo realizado por telefone, não estamos recebendo o público em geral para evitar contato entre as pessoas. Para atendimento personalizado estamos utilizando o e-mail, direcionando a cada setor e eixo da Secretaria Municipal de Turismo. Aos turistas estamos com telefone de plantão aos finais de semana”.

No esporte, todas as aulas foram suspensas, especialmente considerando a grande quantidade de idosos (principal grupo de risco do vírus) que participam das aulas. Além disso, todos os espaços sob responsabilidade da Secretaria de Esportes foram fechados nesta sexta-feira, 20, sendo o Poliesportivo, Parque Municipal de Eventos e quadras e espaços de lazer dos bairros. As medidas são previstas, inicialmente, para 30 dias, podendo estender.

Diego Godoi, da Secretaria de Esportes, explica que toda a informação está sendo difundida entre os grupos de alunos e toda a comunicação tem sido bem estruturada para que não restem dúvidas e para que as medidas sejam eficazes.

Na Secretaria de Educação, maior repartição municipal, as atividades também foram suspensas por tempo indeterminado. As escolas municipais e os CEIMs estão fechados, como forma de conter a propagação do vírus e manter as crianças em casa.

“Quando se considera os funcionários da Educação também estão afastados de suas atividades, chega-se a um número maior que mil pessoas. Se pensarmos que hoje há mais de 8 mil alunos e mais de mil funcionários a menos nas escolas e na circulação pelas ruas, concluímos que praticamente ¼ da população do município deixou de circular, de manter o convívio e o contato social contribuindo assim para a não propagação do vírus”, destaca Geisa Ramos, Secretária de Educação.

Ademais, Geisa afirma que a Secretaria de Educação sempre manteve CEIMs abertos para atender as famílias que não tinham com quem deixar seus filhos em períodos de férias em janeiro e julho por entender as necessidades dessas mães que precisam trabalhar. Porém, de acordo com ela, “neste momento, a gravidade da situação vai muito além. São muitas vidas em jogo e a decisão de fechar as portas de todas as Unidades embora muito difícil, como já informado anteriormente, tem um peso muito grande no combate à propagação do vírus”.

O cuidado é individual. A consciência é coletiva

Vale lembrar que é necessário que se evite aglomerações, além de redobrar os cuidados ao se utilizar de ambientes comuns.

Além disso, o álcool gel 70% deve ser usado para higienização das mãos, mas isso não descarta a necessidade de se lavar as mãos correta e constantemente com água e sabão.

Pesquisas já demonstraram que o contágio se dá através da boca, nariz e olhos, portanto, não se deve encostar no rosto sem que as mãos estejam higienizadas. Ao tossir ou espirrar, também deve-se atentar a cobrir a boca com o braço ou utilizar lenços descartáveis.

“Temos assistido com tristeza a situação em outros países, é chocante saber que no Irã morre uma pessoa a cada 10 minutos ou que na Itália os mortos estão sendo cremados sem que as famílias possam se despedir. A pandemia colocou o mundo de joelhos e temos que entender a gravidade. Os países não fecham suas fronteiras por nada. As empresas não deixam de funcionar por pouco coisa. É necessário que cada cidadão faça sua parte e fique em casa”, finaliza o Secretário Adriano Carvalho.

O cuidado é individual, mas o momento é de empatia e de consciência coletiva.

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam