Geraldo Alckmin lança “Programa Nascentes” em Piracaia

site

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, lançou em Piracaia, nesta sexta-feira, 20, o Programa Nascentes, cujo objetivo é recuperar matas ciliares nas bacias formadoras de mananciais, além de proteger e conservar recursos hídricos e a biodiversidade, com prioridade para o reflorestamento nas bacias mais atingidas com a crise de água do Sudeste, em regiões que concentram mais de 30 milhões de habitantes.

De acordo com a secretária do meio-ambiente, Patricia Iglesias, o programa envolve aspectos ambientais, sociais e econômicos. As mudas têm origem em viveiros de penitenciárias, o plantio conta com aporte financeiro de empresas com passivo ambiental e que precisam fazer compensação e a coordenação é feita por vários órgãos ambientais, além de ONGs. “Nosso desafio é dar escala à restauração para trazer benefícios ao Estado. É um programa ambicioso”, afirmou.

Em Piracaia, a primeira fase do projeto, chamado Piracaia I, contempla partes de seis propriedades que foram aprovadas, somando uma área total de 10,22 hectares, um pouco mais que o mínimo para participar do programa. As mudas são de uma penitenciária de regime semi-aberto de Sorocaba, o plantio tem recursos da Rota das Bandeiras e será feito pela Cooperativa Ambiência, com supervisão da Secretaria do Meio-Ambiente (SMA).

O evento de lançamento do programa em Piracaia, realizado em uma propriedade à beira do rio Cachoeira, cujo reservatório faz parte do Sistema Cantareira, contou com a participação de alguns vereadores e da prefeita Terezinha Peçanha, que agradeceu os envolvidos e reforçou a participação da cidade nas questões ambientais. “Piracaia está bem comprometida. Formamos 600 agentes ambientais no fim do ano passado e tenho uma felicidade muito grande por terem escolhido Piracaia para dar o pontapé inicial”, disse.

O governador Geraldo Alckmin, que no passado recebeu o título de cidadão piracaiense, salientou a importância da participação de todos. “É uma alegria estar em Piracaia e lançar o programa. Este é o primeiro passo de um grande projeto de muitas mãos”. Alckmin ainda ressaltou a importância da participação dos proprietários rurais e fez um alerta para todos se cadastrarem no CAR (Cadastro Ambiental Rural) para estarem aptos a enviarem projetos.

Propriedades contempladas

A meta da primeira fase é recuperar 4.464 hectares de matas ciliares, com o plantio de 6,3 milhões de mudas em 784 km lineares de água nas três bacias: Piracicaba-Capivari-Jundiaí (PCJ), Alto do Tietê e Paraíba do Sul. No total, a meta é restaurar cerca de 20 mil hectares de matas ciliares e proteger seis mil quilômetros de cursos-d’água com investimentos públicos e privados.

A Secretaria de Meio Ambiente iniciou o cadastramento de projetos de restauração que, após aprovados, passarão a compor um cadastro. Os detentores de obrigações interessados em cumpri-las no âmbito do programa poderão escolher o projeto a ser apoiado dentre aqueles aprovados.

 

No fim de fevereiro de 2015, o decreto 61.137 foi assinado pelo governador para criar o Comitê Gestor do Programa, composto por diversos órgãos estaduais. O principal objetivo do comitê é direcionar, gerenciar e fiscalizar os investimentos públicos e privados do Programa Nascentes.

Após o plantio, as empresas com passivo ambiental, responsáveis pelo aporte financeiro, ainda precisam realizar manutenção das mudas por dois anos e acompanhamento por até 20 anos, tudo acompanhado pela secretaria de meio-ambiente e órgãos responsáveis.

Fonte: www.portalpiracaia.com.br

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam