Governo Federal lança programa de habitação e coloca Municípios em disputa

site-reuniao-BH

O Governo Federal abriu esta semana mais um programa de habitação popular destinado a famílias de baixa renda, mas a disponibilidade de apenas 40 mil unidades para todo Brasil colocou os municípios numa corrida contra o tempo.

Na sexta-feira, (7.10), o vice-prefeito, João Batista participou em Belo Horizonte de uma reunião com o deputado federal, Rodrigo de Castro (PSDB) junto com outros prefeitos do Sul de Minas para antecipar as ações necessárias para a aprovação do projeto habitacional.

“O fato é que o dinheiro do Governo Federal acabou, então, serão disponibilizadas apenas 40 mil unidades para todo país e o prazo para a aprovação do projeto é de apenas 20 dias, muito apertado para atender todos os municípios”, explicou Rodrigo de Castro, “o Brasil tem um déficit de mais de 6 milhões de residências, 40 mil não é nada diante da necessidade”.

Neste processo Extrema leva vantagem sobre algumas cidades onde as prefeituras não têm terreno para conjuntos habitacionais e não tem recursos para a aquisição. “Nós já adquirimos mais três terrenos que vão totalizar 500 casas populares, os projetos estão prontos e só aguardando o posicionamento da Caixa Econômica Federal”, informa o vice-prefeito de Extrema, João Batista.

O programa anunciado pela Secretaria Nacional de Habitação vinculada ao Ministério das Cidades segue o padrão do Tenentes 4. Fica por conta da Prefeitura a compra do terreno e a realização da infraestrutura como água, esgoto, energia elétrica e asfalto. A Caixa Econômica Federal faz a contratação da construtora e financia apenas o custo da obra.

Para as cidades com população entre 20 e 50 mil habitantes, como é o caso de Extrema, cada unidade receberá um desconto de R$ 12 mil, valor que será abatido do total a ser financiado. “Este é o subsídio oferecido pelo Governo Federal”, explica Rodrigo de Castro.

João Batista aproveitou a reunião para reafirmar o compromisso de Extrema na construção de conjuntos habitacionais para atender as famílias com renda de até R$ 1.600,00. “Sabemos da dificuldade destas famílias e vamos trabalhar para ajuda-las. O prazo para inscrição no programa é curto e o número de unidades é pequeno, mas vamos fazer todo o esforço para incluir Extrema”.

site-reuniao-BH-2

Por: Adriano Carvalho

Jornalista|Consultor

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam