Grupo Energisa sobe posições e se destaca no anuário Valor 1000

Energisa é a 15ª maior empresa privada de capital nacional do país e a maior do setor elétrico

O Grupo Energisa é a 39ª maior empresa do país e a 15ª entre as companhias privadas brasileiras em 2019, segundo o anuário Valor 1000, publicado na última sexta-feira (30) pelo jornal Valor Econômico. A colocação representa um avanço de seis posições em relação ao ano anterior. A Energisa ainda ocupa o primeiro lugar entre as empresas privadas de capital nacional do setor de energia elétrica. Quarta maior empresa sediada em Minas Gerais pelo levantamento, a Energisa ocupa também a 34ª no ranking da região Sudeste.

Para o CEO do Grupo Energisa, Ricardo Botelho, essa evolução é fruto de uma trajetória consistente de investimentos, boa gestão e confiança. “Investimos mais de R$ 3 bilhões em 2019, quase 60% a mais do que no ano anterior, e cerca de R$ 1,4 bilhão no primeiro semestre deste ano, mesmo no cenário de pandemia. Somos uma empresa de 115 anos que une experiência e solidez com espírito jovem e empreendedor. Esse é nosso DNA e nosso diferencial. Vamos agora acelerar a introdução da nossa plataforma de serviços em energia, juntando o fio da distribuidora, a negócios que vem ao encontro das demandas do nosso cliente”, afirma Botelho.

As empresas avaliadas são divididas entre 25 setores e têm seus principais indicadores financeiros analisados pelo anuário, como receita líquida, margem final (Ebitda sobre receita líquida) e rentabilidade do patrimônio. Os dados são retirados da publicação de resultados financeiros e operacionais e de fontes públicas, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a B3. A soma da receita líquida das mil empresas avaliadas chegou a R$ 3,4 trilhões em 2019, um crescimento de 7,5% em relação ao ano anterior. O Grupo Energisa fechou o último ano com receita líquida de R$ 19,9 bilhões, lucro líquido de 527,2 milhões e Ebitda de R$ 3,5 bilhões.

A publicação é elaborada há 20 anos pelo Valor Econômico em parceria com a Serasa Experian e o Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAE).

Fonte: Energisa

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam