Livro produzido na Câmara de Pouso Alegre será distribuído em todo o Brasil

1

Para aumentar o primeiro acesso dos jovens à Carta Magna e facilitar a leitura e compreensão da Lei, nasceu o projeto Constituição em Miúdos – uma releitura da Constituição Federal feita especialmente para os estudantes do Ensino Fundamental, que já está sendo preparada na Câmara de Pouso Alegre.

O projeto nasceu em setembro numa conversa informal entre a diretora da Escola do Legislativo, Madu Macedo, e o presidente da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL), Florian Madruga, ao discutirem sobre um projeto do então deputado Romário, que planejava disponibilizar a todo ensino público a Constituição Federal. A grande inquietação dos servidores era como facilitar aos jovens a compreensão da Constituição, que é um texto denso para a faixa etária do Ensino Fundamental, por exemplo.

Pioneira na proposição de ações que incentivem a participação cidadã, a Escola do Legislativo da Câmara de Pouso Alegre abraçou a causa e iniciou a redação do livro de imediato. Neste mês, o projeto foi lançado para todo o Brasil durante o 24º Encontro Nacional das Escolas do Legislativo e de Contas que aconteceu em Porto Alegre (RS) e reuniu 21 estados brasileiros. O lançamento oficial do projeto foi feito pelo presidente da ABEL Florian Madruga. Segundo ele, o livro escrito na Câmara de Pouso Alegre será lançado em maio de 2015 e já no segundo semestre do ano, as escolas brasileiras devem começar a receber a publicação.

Para o presidente da Câmara de Pouso Alegre, vereador Gilberto Barreiro (PMDB) o alcance nacional que o livro terá é resultado do empenho dos servidores da Câmara de Pouso Alegre e dos investimentos que a Casa faz na Escola do Legislativo. “Nós reconhecemos a importância do trabalho de formação cidadã. É fundamental oferecer à comunidade ferramentas de participação na vida política e nada melhor que incentivar os jovens nessa jornada. É por isso que a Câmara de Pouso Alegre tem um trabalho tão voltado aos jovens com a Escola do Legislativo, que tem trabalhado de forma brilhante com os jovens de Pouso Alegre e agora vai alcançar os jovens de todo Brasil”.

“Não nos surpreende que a Escola da Câmara de Pouso Alegre tenha essa iniciativa porque Pouso Alegre já é pioneira em várias ações, como o trabalho com jovens escritores, a preparação dos vereadores mirins e jovens e tantos outros projetos que vemos acontecer na cidade. Essa é uma iniciativa louvável, inédita no Brasil e fundamental para os jovens brasileiros”, afirma o presidente da ABEL Florian Madurga, que também é diretor da Gráfica do Senado Federal.

O livro está sendo escrito pela servidora de carreira da Câmara Madu Macedo e conta a com colaboração das servidoras Mônica Fonseca e Tatiana Resende, também da Escola do Legislativo. As ilustrações e diagramação estão sendo feitas pela assessora do Museu da Câmara, Cristiane Reis. “Nós sabemos da capacidade e dedicação das nossas servidoras e temos certeza de que o material será muito bem aproveitado pelos adolescentes e jovens de todo Brasil porque o livro foi escrito com muita competência e muito carinho. O livro foi escrito de forma muito didática e irá motivar as crianças e jovens das escolas a ter uma aprendizagem significativa da Constituição”, afirma a presidente da Escola do Legislativo, vereadora Dulcinéia Costa (PV), que também é educadora.

Para a escritora do texto, Madu Macedo, fazer uma releitura da Constituição é uma oportunidade de deixar o jovem mais próximo dos seus direitos e deveres. “É uma alegria enorme pensar que os adolescentes do Brasil todo vão ter seu primeiro contato com a Constituição de uma forma mais leve, mais suave; porque a Constituição para um adolescente tem uma linguagem muito pesada, muito densa, então escrevemos o texto como forma de romance, contando mesmo uma história. Ao escrever, eu ficava imaginando um aluno do Ensino Fundamental lendo nosso livro e entendendo a Constituição. É muito gratificante ver esse livro ser publicado”.

O livro escrito em Pouso Alegre será distribuído aos alunos do Ensino Fundamental. Para os estudantes do Ensino Médio e adultos será preparada uma grade especial, um curso específico sobre a Constituição que as escolas poderão oferecer. O conteúdo também será passado de forma focada na faixa etária de cada grupo tornando a Constituição mais familiar aos estudantes. Para esses dois grupos o estudo deve ser focado nos Direitos Fundamentais.

 

2

 

Fonte: ASCOM Câmara Municipal de Pouso Alegre

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam