Piracaia inicia medidas de combate ao Aedes aegypti

A cidade de Piracaia já iniciou as ações de prevenção para combater o mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika. Por meio da ação “Todos juntos contra o Aedes aegypti”, o Departamento de Saúde, junto com a Vigilância Epidemiológica, traçou um plano para evitar um possível surto das arboviroses no município.

Uma das primeiras medidas da ação foi criar um plano de vistoria in loco nos bairros entre os meses de janeiro a abril (período sazonal da transmissão), de acordo com um cronograma pré-estabelecido. Os primeiros bairros a receberem a equipe serão o Portal das Pedras (14/1) e Vila dos Pedrosos e Romite (28/1).

Durante a visita, os moradores serão orientados com dicas para combater o mosquito e os focos de larva e receberão um folheto informativo. Além disso, caso a equipe encontre algum foco do mosquito, é feito, primeiramente, um controle mecânico do criadouro. Se o quadro for mais grave, é preciso fazer um controle químico somente no ponto atingido.

“A importância dessas ações é justamente reduzir a quantidade do vetor e diminuirmos os números de casos de Dengue, Chikungunya e Zika no município”, afirma Laura Santos, responsável pela Vigilância Epidemiológica.

Em mais uma ação por parte do município, o prefeito Silvino Cintra notificou, por meio de edital publicado no início do ano, os proprietários de lotes a manterem os terrenos limpos, sob pena de multa e serviços executados de forma compulsória pela prefeitura.

Em 2015, foram notificados 742 casos no município. Já em 2016, foram 94 notificações e apenas três confirmações, sendo que todas evoluíram para cura. Um dos principais pontos da diminuição dos casos é a integração entre os departamentos dentro da Saúde. “Com as ações já tomadas conseguimos reduzir de forma expressiva os casos de dengue, mas precisamos nos manter alerta e a prevenção é de suma importância”, afirma Dr. Celso Moro, diretor do Departamento de Saúde. A integração ocorre da seguinte maneira: a Vigilância Epidemiológica recebe informações das unidades de primeiro atendimento e é a responsável por investigar, monitorar e realizar a busca ativa de casos suspeitos e positivos. Já a Vigilância Sanitária vistoria pontos estratégicos, residências e estabelecimentos. O Controle de Zoonoses, por sua vez, orienta a comunidade sobre as medidas para eliminar criadouros e realiza o controle mecânico ou químico dos focos. Por fim, a participação da população no controle das arboviroses é fundamental. A atitude correta é denunciar focos de proliferação de mosquitos no setor de Protocolo da Prefeitura e procurar se informar corretamente sobre as doenças.

Fonte: Ascom/Prefeitura de Piracaia

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam