Representantes de Pouso Alegre participam da 4ª Conferência Estadual de Políticas Públicas para Mulheres

2

 

Pouso Alegre foi representada por sete delegadas municipais durante a 4ª Conferência Estadual de Políticas Públicas para Mulheres, realizada na última terça-feira, 03 de novembro, em Caeté, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Durante as atividades foram eleitas as delegadas que participarão da Etapa Nacional, entre elas a Secretária Especial de Políticas para as Mulheres e de Promoção dos Direitos Humanos, Anete Perrone, eleita com 72 votos. Foram disponibilizadas duas vagas de delegadas para a região Sul de Minas.

Anete Perrone explica que representar a região será um grande desafio, por isso a importância de dialogar com os grupos femininos e conhecer as demandas. “É necessário pautar políticas públicas respeitando as diversidades, visando ampliar e qualificar a participação social e promovendo ações em defesa das mulheres”, destaca.

Com o tema “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”, o evento reuniu mais de 900 delegadas, eleitas nas 259 conferências municipais e intermunicipais realizadas em Minas, além das conferências livres. A etapa estadual foi promovida pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania. As atividades foram encerradas no dia 29 de outubro.

A primeira Secretaria de Políticas para as Mulheres no Brasil foi criada durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o objetivo de ouvir os movimentos de mulheres e conhecer as demandas da classe. Neste ano, Minas foi o primeiro estado a realizar a etapa estadual, entre os 27 estados brasileiros.

A Secretária Especial de Políticas para Mulheres, do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Eleonora Menicucci ressaltou sobre a importância dos encontros. “As conferências são o controle social das políticas públicas. O que mais nos estimula a enfrentar esse desafio é o controle social, que é representado pela participação dos conselhos, da sociedade civil, dos movimentos de mulheres, porque eles impulsionam as reivindicações e demandas e nós temos a responsabilidade, enquanto gestores, de responder”, ressalta.

Segundo Eleonora, a Secretaria está implementando um sistema de dados para reunir informações completas de cada município quanto a equipamentos, atendimento, índices, em relação às políticas para mulheres, que deverá ser apresentado em março, durante a etapa nacional.

O secretário de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais, Nilmário Miranda, afirmou que o Governo de Minas quer fazer a diferença pela participação e demonstrou isso com a criação dos 17 fóruns regionais. “As conferências precisam ter desdobramentos em políticas públicas no Estado e, para isso, no início de dezembro, a nossa Secretaria vai reunir presidentes de conselhos estaduais para extrair as prioridades e organizar as diretrizes encaminhadas pelas conferências”, afirma.

1

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam