Americas Medical City e PUC-Rio abrem inscrições para pós-graduação em Clínica da Dor

AMC_Jan_2019 site

Capacitação lato sensu contará com especialistas dos hospitais Samaritano e Vitória, da Barra da Tijuca

O complexo médico-hospitalar Americas Medical City, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), está com inscrições abertas para pós-graduação lato sensu na especialidade de Clínica da Dor.

Para participar do processo seletivo, é necessário ser formado em Medicina por faculdade brasileira reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), além de possuir especialização em uma das áreas exigidas pela Associação Médica Brasileira (AMB), como anestesiologia, neurologia, clínica médica, neurocirurgia, ortopedia, pediatria e reumatologia. O objetivo é fornecer ao mercado profissionais capacitados na atenção à dor aguda e, principalmente, à dor crônica.

O curso segue as recomendações delineadas pela International Association for the Study of Pain (IASP) e as aulas teóricas serão ministradas em um final de semana por mês. Já os treinamentos práticos serão realizados de segunda-feira a sexta-feira ao longo do curso, nos hospitais Samaritano e Vitória, que integram o complexo Americas Medical City, na Barra da Tijuca.  Os interessados em concorrer às vagas disponíveis podem se inscrever, até o próximo dia 28/1, pelo link http://www.cce.pucrio.br/sitecce/website/website.dll/folder?nCurso=clinica-da-dor&nInst=ccpg

Mariana Mafra Junqueira, umas das médicas responsáveis pela coordenação do curso de Clínica da Dor, informa que a área tem como objetivo diagnosticar, tratar e prevenir o problema. “Trata-se de uma especialidade fundamental na abordagem multidisciplinar do paciente. São necessários estudos detalhados para entender a origem das queixas da dor, uma das situações que mais afastam as pessoas de suas rotinas”, explica.

Ainda de acordo com a médica, a dor é o problema central dos pacientes que procuram assistência. “A aguda poderá ter função biológica e de defesa do próprio organismo. Já a dor crônica (a que persiste e se repete), se não tratada, poderá impactar drasticamente a qualidade de vida”, observa.

Além da especialista, também estão à frente da coordenação do curso os médicos Nivaldo Villela, Grace Haber e Hilton Augusto Koch.

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam