Cinco toneladas de lixo eletrônico são arrecadadas em ação da Cas@Viva

Inatel-Pedalada-Casaviva-Set2015 (21)-e7ab7809a9

Cinco toneladas de lixos eletrônicos. Essa foi a quantia arrecadada pelo projeto Inatel Cas@Viva na 9ª Campanha de Conscientização que aconteceu no sábado, 19, em Santa Rita do Sapucaí.

Pelo 9º ano consecutivo o descarte correto de lixos eletrônicos e a preservação do meio ambiente foram tema da ação realizada na cidade em comemoração ao Dia da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular. A novidade dessa edição foi uma pedalada ecológica pelas ruas do município que reuniu certa de 50 pessoas entre alunos da Cas@Viva, colaboradores do Inatel e apoiadores da causa.

Após a pedalada, os participantes se concentraram na Praça Santa Rita, onde durante todo o dia foi recebido lixo eletrônico, como pilhas, baterias, computadores, aparelhos de som, entre outros. Além disso, quem compareceu à praça pode participar da oficina de horta vertical.

A empresária Ângela Maria de Faria e Souza comentou sobre a importância em participar dessa ação. “Participo da campanha desde que o Inatel a criou e acredito que ela é muito importante, pois evita que esse tipo de material vá para o lixo doméstico e ainda seja reaproveitado”, disse.

Já a farmacêutica bioquímica Siomara Maria de Toneli, que participou pela primeira vez da coleta, viu a oportunidade de descartar corretamente algo que estava acumulado em sua casa. “Estou participando pela primeira vez e acho muito interessante porque esses materiais geralmente são descartados em lugares impróprios, o que contribui para a poluição do meio ambiente. Aqui, eles vão ser descartados da forma correta. Trouxe um material que estava em minha casa sem uso, acumulando espaço, e estávamos sem saber o que fazer, então essa foi a oportunidade de dar um destino correto para o material”, afirmou.

O Lixo arrecadado já tem destino certo. “Os materiais que podem ser recuperados, encaminhamos para o uso de estudantes, funcionários e instituições. Se conseguimos aproveitar algumas peças, elas vão para as escolas realizarem projetos com os alunos. O que não é aproveitado é vendido para uma recicladora certificada em São Paulo e o recurso revertido para trabalhos desenvolvidos no Cas@Viva”, explicou a coordenadora do Projeto Débora Ribeiro.

Outras ações

Nos últimos meses a iniciativa do Inatel passou a atingir cidades da região como São Lourenço, Pouso Alegre, Ouro Fino, Congonhal onde recolheu cerca de três toneladas. Os próximos locais a receber o projeto serão Poços de Caldas no dia 17 de outubro, São José dos Campos e Volta Redonda em novembro.

“O lixo eletrônico é muito perigoso para o meio ambiente e esse trabalho tem dado frutos para a instituição e para a cidade. Já expandimos o evento para diversas cidades da região, estamos sendo requisitados para mais algumas e é um movimento que está crescente e será muito útil para a proteção do meio ambiente”, finalizou o professor prof. Wander Wilson Chaves, pró-diretor de extensão Comunitária do Inatel e coordenador do Programa Inatel Cas@Viva.

Fonte: www.inatel.br

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam