Educação municipal em Pouso Alegre supera meta do IDEB com oito anos de antecedência

1

Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) na última sexta-feira (05) mostram que a Educação Básica de Pouso Alegre superou a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) estipulada pelo governo federal para esse nível de ensino. Detalhe, a pontuação que a cidade acaba de ultrapassar é projetada para ser superada por todas as escolas do país apenas em  2021. Os anos iniciais do ensino fundamental nas escolas municipais chegaram à nota 6.1. O número está 0,1 acima da pontuação que o MEC pretende que o país atinja em 2022, ano do bicentenário da Independência. Pouso Alegre não precisará esperar tanto, alcançou a projeção oito anos antes, no 192º aniversário da Independência.

Nos anos finais do Ensino Fundamental mais uma boa notícia, o município chegou à pontuação 5.1. Atingiu assim a meta projetada para 2021 para as escolas municipais deste nível de ensino e está perto de alcançar a meta geral (estipulada para as redes estadual, municipal e privada), de 5.5. O Ideb é calculado com base no desempenho obtido pelos alunos na Prova Brasil, aplicada a cada dois anos nas séries finais, 5º e 9º anos e no e 3º ano do ensino médio. Também compõem a nota os índices de aprovação e a evasão escolar, dados fornecidos pelas escolas por meio do censo escolar.

Para o prefeito Agnaldo Perugini, as notas obtidas pela educação básica do município no Ideb, mais uma vez, demonstram que os investimentos feitos no ensino local seguem dando bons resultados. “Nosso compromisso sempre foi priorizar os investimentos na educação e, mais ainda, no ensino fundamental. Acreditamos que oferecer educação de qualidade para todos é o caminho mais seguro para uma sociedade mais justa e igual, com oportunidades para todos”, considera.

Nos últimos cinco anos, o município destinou, em média, 30% de seu orçamento para a Educação, ou seja, praticamente um terço de tudo o que o município arrecada é investido na área. Esse percentual está bastante acima do mínimo constitucional, que prevê repasses de 25% dos recursos municipais para o setor. Esses números colocam Pouso Alegre entre as cidades do país que mais investem proporcionalmente na educação. Comparado à média nacional e estadual, o município aplica o dobro de recursos em seus alunos, algo em torno de R$ 4 mil anuais por estudante.

A secretária de Educação, Cleidis Regina Modesto, explica que a rede municipal tem agora novas metas para alcançar. “Além das metas nacionais, o MEC estabelece metas locais. Como a rede municipal mantém um desempenho acima da média, a meta para os próximos anos será maior. Já atingimos nossa meta local para 2015. A partir de agora, vamos seguir consolidando as boas práticas pedagógicas que identificamos em toda a rede para que cada escola do município alcance seu máximo potencial”, projeta.

O prefeito Agnaldo Perugini lembra que os investimentos em infraestrutura, valorização dos professores e métodos pedagógicos inovadores vão continuar. “Pouso Alegre é um dos poucos municípios do país que paga o piso nacional para 24 horas (na maioria dos casos, o piso é pago para uma jornada de 40 horas), investimos em um material didático de primeira linha com um sistema de apostilas utilizado nas melhores redes particulares e alocamos todos os recursos de que dispunhamos para reformar e ampliar as escolas que necessitavam. O resultado do Ideb mostra que esse trabalho está no caminho certo e nos dá mais força para seguir trabalhando pelo ensino de Pouso Alegre”, conclui.

Fonte: ASCOM Prefeitura de Pouso Alegre

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam