PM de Camanducaia prende autor por estupro de vulnerável

Em 10 de maio, no município de Camanducaia, a Polícia Militar foi acionada através do telefone de emergência 190 a comparecer ao bairro Paciência onde, segundo a solicitante, sua neta de 13 anos, havia sido vítima de estupro.

A menina relatou que, por volta das 14 horas, chegou a sua casa o autor, que trabalha no em um supermercado da cidade e fingiu que iria entregar compras, encontrando a menor na cozinha, onde a agarrou e ameaçou, dizendo para que não gritasse.

O autor teria, então, abusado da menor, até que uma vizinha entrou na casa e presenciou o ato, sendo que o autor evadiu do local no mesmo momento.

A vítima ligou para sua avó, a qual entrou em contato com a polícia. Em seguida, a vítima foi socorrida pela ambulância até o hospital local, onde foi atendida, sendo constatadas as lesões na vítima provenientes de relação sexual.

Diante do exposto, a PM deslocou até a residência dos pais do autor que foi prontamente identificado pela vítima. Em contato com o pai do suspeito, este relatou que o mesmo havia acabado de sair com seu irmão em um veículo.

O pai do autor informou que havia a possibilidade de que o filho pudesse ter ido para o bairro Bom Jardim, zona rural. A equipe PM deslocou ao local, onde deparou com o irmão do autor, o qual, indagado, informou o local em que teria deixado o irmão.

Uma guarnição deslocou imediatamente ao local, onde o autor foi encontrado caminhando pela avenida, sendo então abordado e dada voz de prisão em flagrante.

Em contato com o autor, este relatou que trabalha no estabelecimento comercial informado pela vítima e que teria combinado de se encontrar com ela na data dos fatos e que não teria consumado a conjunção carnal com a menor.

Em contato com a testemunha, esta relatou que tem por costume ir até o sítio da mãe da vítima apartar vacas e que, ao chegar no quintal da residência, deparou-se com uma motocicleta estacionada e que ao se aproximar da porta da casa da vítima ela viu um homem dentro da casa, momento em que ele saiu correndo, se retirando do local, não tendo ela visto mais nada.

Diante do exposto, o autor foi preso em flagrante delito, sendo encaminhado juntamente com a vítima até a delegacia de Polícia Civil da cidade de Pouso Alegre.

Todo ato de violência sexual envolvendo criança ou adolescente deve ser denunciado nos telefones 190, 180 ou 181. O sigilo da denúncia é garantido por lei.

Fonte: Assessoria de Comunicação Organizacional – 59º BPM

Sem título

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam