Secretaria de Saúde de Pouso Alegre orienta como se prevenir contra a gripe H1N1

h1n1-orsm-site

A influenza voltou a preocupar o país. Até o momento, foram registrados 444 casos de síndrome aguda respiratória grave por influenza A (H1N1) em todo o Brasil, sendo 71 mortes.
Em Pouso Alegre, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a situação está bem controlada, mas é importante que a população siga as recomendações para evitar o contágio pela doença. Na cidade, uma mulher de 31 anos foi confirmada com a doença. A paciente não precisou ficar hospitalizada.
Outros três casos ainda estão sob análise, incluindo o falecimento de uma criança de 8 anos. A Secretaria Municipal de Saúde informa que foi coletado o material e enviado para análise na Fundação Ezequiel Dias (FUNED), em Belo Horizonte, para investigar se a morte foi causada em decorrência de complicações da gripe H1N1. O resultado deve sair em 10 dias. Os outros dois casos suspeitos são de uma enfermeira de 36 anos, que está dentro do grupo de risco, e um homem de 37 anos, que viajou ao estado de São Paulo, onde concentra maior número de casos da doença.
O Secretário de Saúde, Luiz Fernando da Fonseca Ribeiro, reforça que “considerando a relevância em saúde pública, devido à ocorrência de casos de influenza, comumente conhecida como gripe, nós enfatizamos a importância de orientar a sociedade sobre as ações de prevenção, onde a população deve adotar medidas para evitar a infecção pelo vírus”.

As medidas são simples e de extrema importância:
· lavar sempre as mãos, com água e sabão ou utilizar álcool gel nas mãos;
· evitar locais fechados e com aglomeração de pessoas que facilitam a transmissão de doenças respiratórias;
· etiqueta da tosse (cobrir o nariz e a boca com o braço ao tossir ou espirrar);
· não compartilhar alimentos, copos e objetos de uso pessoal;
· evitar a automedicação;
· procurar atendimento médico na unidade básica de saúde em caso de dois ou mais sintomas da doença;

Vacinação
Com o objetivo de reduzir as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus, haverá Campanha de Vacinação contra Influenza na população alvo, como gestantes, mães até 40 dias após o parto, crianças menores de 5 anos, idosos, profissionais de saúde e pessoas com comorbidades, as quais têm maior risco de adoecer.
O grupo prioritário foi definido pelo Ministério da Saúde e a vacinação acontecerá em todo o país do dia 30 de abril a 20 de maio, sendo que o dia D da campanha será dia 30 de abril.

Sobre o H1N1
O H1N1, comumente chamada de gripe suína, é provocado pelo vírus H1N1. Ele é resultado da combinação de segmentos genéticos do vírus humano da gripe, do vírus da gripe aviária e do vírus da gripe suína, que infectaram porcos simultaneamente. Ela requer cuidados especiais, pois a pessoa apresenta febre alta, acima de 38 ou 39 graus, de início repentino, dor muscular, de cabeça, de garganta e nas articulações, irritação nos olhos, tosse, coriza, cansaço e inapetência. Em alguns casos, também podem ocorrer vômitos e diarreia. Ela se dá pelo contato direto com os animais ou com objetos contaminados e de pessoa para pessoa, por via aérea ou por meio de partículas de saliva e de secreções das vias respiratórias.

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam