Arteris reduz em 46% o número de fatalidades em suas concessões e se aproxima da meta da ONU

De 2010 a 2018, 472 vidas foram preservadas. Os acidentes que mais diminuíram foram colisão traseira e tombamento/capotamento  

Há oito anos, no dia 11 de maio, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, que prevê a redução pela metade dos acidentes de trânsito com vítimas no período entre 2011 e 2020.

A Arteris realiza campanhas anuais de comunicação nas nove concessionárias administradas no Brasil, a companhia investe em infraestrutura viária, fomenta campanhas de conscientização e oferece apoio aos usuários. Os resultados começam a ser conquistados.

Com a queda de 11% em dezembro 2018, chegou a 46% a redução do número de fatalidades nas rodovias geridas pela Arteris entre 2010 e 2018. São 472 vidas preservadas em oito anos. O resultado deixa o Grupo perto de alcançar a meta de 50% até 2020 estipulada pela ONU. Os tipos de acidentes que mais diminuíram foram: colisão traseira e tombamento/capotamento (21%) e atropelamento de pedestre (18%).

Três concessionárias já haviam alcançado a meta da ONU. A Arteris Fluminense (BR-101 entre a cidade do Rio de Janeiro e a divisa com o Espírito Santo), Arteris Régis Bittencourt (BR-116 entre São Paulo e Curitiba) e Arteris Planalto Sul (BR-116 entre Curitiba e a divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul) possuem mais de 1.200 quilômetros de extensão. Juntas, as rodovias reduziram o número de acidentes fatais em seus trechos, respectivamente, em 60%, 58% e 60% (entre 2010 e 2018). E em 2018, a Arteris Fernão Dias (BR-381 entre São Paulo e Belo Horizonte) se juntou ao grupo reduzindo em 54% o número de fatalidades nos últimos 8 anos.

Fonte: Arteris – Fernão Dias

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam