Executivo homenageia personalidades e instituições de Pouso Alegre

entregadetitulo_pousoalegre

Aconteceu no Theatro Municipal de Pouso Alegre/MG a cerimônia que homenageou dez entidades e oito cidadãos. As personalidades receberam a “Ordem Municipal do Mérito”, que é a honraria mais importante do município, concedida  instituições de grande prestígio e personalidades que marcaram seu nome na história da cidade.

A honraria substitui o título honorífico “Fundador da Cidade”, concedido até o ano passado. Ela mantém a tradição de honrar e reconhecer aqueles que contribuíram com o crescimento da cidade, hábito consolidado desde 1973, mas cria uma classe distinta na concessão da honraria, a comenda “Comendador de Pouso Alegre”. Em seu primeiro ano, a distinção será concedida ao juiz de direito Dr. Paulo Duarte Lopes Angélico.  Com notório saber jurídico, o juiz passou pela direção do Fórum da Comarca de Pouso Alegre, foi juiz eleitoral e professor da FDSM (Faculdade de Direito do Sul de).

Para o prefeito Agnaldo Perugini, a Ordem Municipal do Mérito é uma oportunidade de reconhecer a importância das pessoas que se dedicam a Pouso Alegre em vida, para que suas ações possam ser lembradas pelas próximas gerações. “A administração resgatou a importância desse título, fortalecendo o conselho responsável por sua aprovação e valorizando estética e simbolicamente os prêmios, conferidos como representação desta honraria”, lembra.

Ordem do Mérito Cultural – A cerimônia marca também a entrega das medalhas da “Ordem do Mérito Cultural”, conferidas àquelas pessoas que prestam relevantes serviços à cultura local. A honraria será entregue pelo secretário de Cultura, José Clévio..  Ao todo, 8 pessoas receberam a medalha das mãos do prefeito Agnaldo Perugini e do secretário de Cultura.

Tradição – Desde 1973, o município confere honrarias às pessoas e entidades que trabalham pelo desenvolvimento do município. A Lei que define a concessão da comenda atual é 5347, de setembro deste ano. Ela é destinada pelo prefeito municipal, mediante aprovação da Comissão Julgadora formada por representantes da sociedade civil, militar e eclesiástica.

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam